Páginas

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Aprende que a vida é muito mais que podemos ver

Com o tempo aprendemos o que nos fortalece não é quantas vitorias que conquistamos e sim com quantas derrotas obtemos no intervalo das nossas vitorias, por que é nas derrotas que analisamos nossos pontos fracos e distraições. Aprendemos que quando caimos é por que não consiguimos ver algo que estava na nossa cara e levamos um arrastão da vida, porém também aprendemos que isso faz parte da vida e só assim podemos entender as lições que ela nos dar.
As nossas vitorias muitas vezes nos cegam de forma incalculavel, e pagamos caro por essa cegueira. Mais as vitorias também nos ensina que podemos e devemos luta por aqui que acredita, por que a cada vitoria de um de nossos sonhos vale muito mais que qualquer outra coisa.
Nas derrotas aprendemos a lidar com nossos erros que muitas vezes são palavras citadas ou a forma como você trata as outras pessoas, e que no fim disso tudo acaba causando constragimentos futuros por ações sem sentido.
Aprender a lidar com nossas duvidas e medos é dificil, porém não é impossivel, mas muitas vezes nos falta coragem para lidar com eles.
Com o próprio tempo você aprende que é muito dificil se torna aquilo que gostaria de ser, e no pior das hipoteses se encara com a pergunta de quem realmente você é. E no final se ecoar somente um vazio e sem resposta, e isso congela nossa alma de forma horripilante.
E no pior das acasiões somos obrigados aprender a lidar com as pessoas que muitas vezes no jugam de forma errada e incompleta. E acreditam que estão cem porcento certas sobre isso.
E para terminar de forma contraditoria, aprendemos que não importa quantas vitorias conquistamos, quantas derrotas tivemos e muito menos quantos medos e duvidas possuimos, e quantas vezes caimos, sempre precisamos no erguer e levanta a cabeça e lembrar que iremos cai novamente, por outros erros bestas ou palavras mal compreendidas.
E então aprendemos que a vida so nos ensina que podemos cai milhões de vezes, mais o que importa no final é o que você fez para se levanta e como se levantou diante de todos os desafios que ela lhe ofereceu enquanto você estava vivo.
Autor: lobo branco

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Questionamento

A momentos na vida que começamos a questionar o porquê de certas coisas acontecerem. E levantamos hipóteses o porquê de ter ocorrido? Algumas absurdas e exageradas, e outras inocentes e comuns, mas no final continuamos com a mesma perguntar, por quê?
A verdade é que adoramos questionar o porquê de ocorre esse fato e a forma como ele acontece. Adoramos quebra-cabeças, por mais que algumas vezes negamos isso. Mas a verdade é que o ser humano adora brincar de perguntas e respostas. E por que ele gosta de fazer isso? É porque só assim podemos passa o tempo quando estamos sem ninguém para conversa ou para simplesmente discutir assuntos sem significado algum para nós.
A mente humana é surpreendente, podemos criar varias perguntas, e da mesma forma respostas para essas mesmas perguntas.
Questionamento ... não sei o por que de ter escrito esse titulo, talvez só para levantar uma pergunta para quem ler os meus textos. Mas a verdade é que todos os meus textos são feitos a base de questionamentos, das duvidas que o mesmo levanta e as respostas e que obtenho no final de cada um.
Por que todos começam com uma pergunta de forma indireta ou direta, e no final terminam sempre com outro questionamento. E no final é um quebra-cabeça que não possui peças certas, por que você precisa criar as peças e encaixá-las da forma que acredita que seja a forma correta, mas no final isso só será uma concepção sua e a sua pode ser diferente da minha como de qualquer outra pessoa que leia os mesmos.
No final deixo agora um questionamento, o que você realmente entendeu desse meu texto??

Autor: Lobo Branco

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Horizontes e seus limites

A cada passo que dou na vida vejo novos limites e horizontes, alguns dificieis de se enchegar, porém não impossiveis de ser alcançados pelo mesmos passos que dou.
Alguns nunca gostaria de ter visto enquanto outros gostaria que se repite-se a cada passo que dou, pelo simples fato de ter sido a vista mas bela que tenha observado na minha vida. Porém a vida nem sempre nos dar esse prazer, por alguns momentos temos que ver horizontes destorcidos e embaçados para que possamos admirar com respeito as paisagens mais lindas que veremos nas nossas vidas quando elas aparecerem.
Mas sempre fazemos a pergunta o por que disso esta acontecendo comigo se nao fiz nada para isso acontecer? Nem sempre a resposta vem direto do ceus ela demora um pouco para aparecer, mas quando aparece nós a entendemos de forma clara e objetiva, ou pode acontecer de negamos a resposta que aparece na nossa frente.
Os horizontes e os limites que nos aparecem sao complicados e dificieis de se entender se nao analisamos direito. Algumas vezes nao estamos com paciencia ou com vontade disso e passamos por cima dos sinais que nos aparecem, e acabamos quebrando a cara.
Observar e analisar nao é da natureza de muitos, mais daqueles que possuem isso também se perde muito nas perguntas e nas analise mal feitas. Nem tudo na vida é perfeito.
O que nos resta é tentar ver alem de uma faixa reta no fim da paisagem, e alem do limite que nos aparecem, e depois disso tudo espera para ver o que realmente acontece na nossa vida. Se você consigui fazer isso é por que você deu um passo proprio e com sua concepção e inves do que outros lhe aconselharam, e você pode dizer com orgulho fui eu que dei esse passo e nao vocês que tem medo de alem do que seus olhos podem ver.
Autor: Lobo Branco

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Como lobo branco ver partes do mundo no estado atual

O mundo ao ser redor pode começar desmorana em apenas segundos diante de seus olhos, mais se leva mais tempo reconstruindo do que destruindo. É interessante como isso pode acontecer de uma forma extra ordinaria ou simplesmente pode acontecer de forma banal, tentamos tanto demonstra nossos valores que acabamos fazendo coisas que jamais deveriamos, nos metemos em ilusões da nossa propria mente pertubada, que nos enganar e menti para nós mesmo na esperança de nos enganamos de verdade, mas quando o tornado se afasta acabamos caindo e chorando e lamentando pelos nossos erros. Pobres almas perdidas nas ilusões criadas por se mesmas.
Como o mundo é frio e cruel nos arraca as esperanças de forma tao devastora que nos dar medo de entrar novamente nele, e tentamos nos ensolar com todas as forças porém nunca iremos consigui, por que precisamos permanecer nele.
Deveriamos aprender a olha mais adiante, porem tem horas que nao consiguimos ver pelo simples fato de tudo esta numa neblina densa e fria, que congela nossos ossos de forma cruel e esmagadora.
Sonhos são destruidos sem piedade e misericordia, e aqui estou eu tentando filosofa de forma totalmente sem sentido. Mas quem disse para filosofa precisa ter sentido todas as vezes, a verdade é que tudo sempre terminar numa pergunta que leva a outra pergunta e assim por diante.
Somos seres complexos, nao consiguimos terminar tudo com uma resposta e sim com perguntas.
Agora eu pergunto, quem realmente nós pensamos ser? a resposta dessa pergunta para mim é: nao somos pensamos ser e nao consiguimos muitas vezes nem se torna quem queriamos ser um dia, por que possuimos medo de como o mundo era nos ver ou ira nos tratar.
É triste mais infelizmente é a verdade, so nao queremos aceita-la.
E o lobo volta a caminha a estrada desconhecida da vida com suas observações e seu textos loucos porém verdadeiros.
Autor: LOBO BRANCO

sábado, 1 de janeiro de 2011

Observação de algo

Vejo mais uma vez o tempo segui em frente diante dos meus olhos, e acabo por perceber o quanto estou atrasado diante dele. Frustações aparecem na minha mente repentinamente, como se eu tivesse que me lembra de algo importante, porem nao cai a ficha, e me pergunto o que são essas lembranças repentinas que aparecem na minha mente pertubar e inquieta.
Tento olhar diante dos meus olhos imagens que possam levanta meu astral, no entanto so acho memorias que me pertubam como o sinal que tende aparece constantemente avisando que você estou seguindo o caminho errado.
E começo observa mais detalhadamente os acontecimentos que ocorrem ao meu lado, e no meio disso tudo começo a ver com mais detalhes aquilo que acontece ao meu redor. Porém algumas vezes preferimos nao entender tudo que acontece, pq podemos acabar ficando triste demais com aquilo que vemos alem do que poderiamos ou deveriamos.
Autor: Lobo Branco