Páginas

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Fantasma atormentado pelo tempo

Sou como fantasma que vaga pela vida das pessoas, muitos acreditando que eu existo e outras nao acreditam, no final passo de uma sombra que assombra essas almas encarnadas nos seus corpos inóspitos, seus sentimentos nao passam de pequenas fantasias deprimentes, os sorriros nao passam de pequenos momentos contentamento, que nao deixa ser um momento de lavar sua alma perdida e desiludida pelo tempo e pelas magoas sofridas na trajetoria da sua vida. Ja pertenço ao mundo dos espiritos rebeldes, que senti a vida injusta na pele, sentimentos rebeldes e introspectivo sem esperança de ser retribuidos, pq jamais foram ditos. Aqueles que ainda nao pertecem a esse mundo, nao esta perdendo nada, é tudo igual a diferença é que podemos visita quem quisermos. Mais a grande questão sera que vcs acreditam que estamos pertos de vcs?
Creio que vcs jamais acreditam q estamos a menos de um palmo distancia de vcs.
Olhem para os lados e nao veram nada, pq somos invisiveis para seus olhos, passamos de energia cosmica, o q olho nao ver o coração nao sente. Esse dito vale o mesmo para todos os vivos, pq o que vcs nao vem nao poderam sofrer um ataque de histeria.
Prefiro ser esse fantasma por muito tempo, prefiro assombra os vivos, pq vcs nao passam de seres descrentes, o q facilitar o nosso trabalho.
Quem sabe eu retorne aos vivos?? Concerteza retornarei, e tb serei assombrado pelos fantasma da minha propria consciencia louca e perdida.
By Adonis

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Fetiço da melodia do norte

Quando a melodia do norte tocar os seus sonhos seram atormentados pelos seus piores pesadelo, o toque lhe causara grande desapontamentos, a melodia so ira parar quando aprender um lição que vc jamais ira se esquecer. Sua felicidade ira se torna na maior decepção que vc viu na sua vida, sofrerar as consequecias a cada nota tocada na melodia. So irei parar de tocar quando ver que nao sera mais necessario. Talvez com a melodia do sul, do oeste vc possa se livra dessa terrivel decepção o que nao é certo, quem sabe os espiritos sejam bondosos contigo, mais creio que nao, pq meu pedido vai alem do que vc pode imaginar, seu tormento sera dificil de encarar, mais posso aguentar, ja aguentei muita coisa nessa vida. Mais apos essa lição concerteza deixarei vc em paz.
Quando aprender essa lição vc ira retorna para aquele que vc jamais deveria ter abandonado, meu sorriso sera satisfatorio, pq nao sera a mim que iras retorna. Desejo boa sorte, que a melodia do sul, do oeste e leste so apareçam quando vc aprender essa pequena lição, ninguem fica inpune, todos sofremos as conseguencias dos nossos atos.
Tenha otimos pesadelos com a minha melodia, pq vc so tera 4 meses dela.
Fica com Seus sonho atormentados.
By Adonis

Badalada da Meia-Noite

Primeira badalada da meia noite toca-se no sino da igreja, o som ecoa pelo espaço passando pela parades da cidade, e chegando a uma descrente de uma vida melhor. A segunda badalada toca e uma alma perdida bate na porta da casa procurando abrigo, um jovem pergunta o que queres aqui?? O estranho responde - poderia me conceber um abrigo por essa noite??
- O jovem responde: infelizmente nao posso lhe dar abrigo, mal temos espaços pra nós.
- O estranho: So quero lugar para passa noite, so nao quero ... passa aqui .... fora. Vc viu como esta o tempo??
- Sim eu vi, realmente vc tem razão ... perguntarei para minha mae.
- Ta certo.
- Meu caro estranho, ela disse que infelizmente nao pode ajudar ... me desculpa.
- Tudo bem, entao.
- Mal eu pergunte pq esta de capus no rosto.
O estranho tira o capus do rosto demonstra o rosto jovem, cabelos longo e loiros e olhos azuis, a mae abre a porta e ver o estranho, com aquela rosto belo e raro.
- Quem é vc ??
- Sou um dos soldados da infantaria do exercito da cidade, o dormitorio esta longe e nao queria correr o risco de ser atacado enquanto retorno, mais nao quero mais te pertubar senhora.
- ??? Devo esta ficando doida, mais entre longo dentro da minha casa, nao quero ser responsavel pela morte de um soldado como vc.
- Obrigado senhora.
- Mais o q vc esta fazendo no lado de fora ate essa hora??
- Estava vigiando o perimetro, para ver se nao houve nenhum ataque.
- Sei, bom eu vou dormi vc pode fica naquele sofa. ok?
- Ta certo e obrigado por me abrigar.
- De nada.
Quando o sol apareceu o soldado parti para o posto de comando, e a jovem mae nao viu o soldado parti.
Passaram se 3 meses apos a visita daquele soldado de cabelos loiros. Ao visita a feira foi atacada por rebeldes acabou sendo jogado no chao quando o homem estava se aproveita dela, uma espada passa pelo corpo do rebelde que cai ao lado, mostrando por traz dele, comandante das forças especiais do exercito do pais.
- Vc nao é soldado?? Vc é um comandante, pq mentiu?
- Vc ja tinha me negado abrigo por ser um estranho, pense dizesse que era um soldado comum vc nao recusaria meu pedido e eu tinha razao. Sei que fiz a coisa errada, mais precisei fazer, mas se nao fosse por essa mentira concerteza nao teria conhecido vc e ter te salvo hoje.
- Mesmo isso nao justifica o que vc fez??
- Eu sei... Mais mesmo tenho que lhe agradecer por nao ter me negado abrigo.
- Nao pense, que me esquecerei facil disso.
- Espero que nao, obrigado por ter me ajudado.
Passaram se dois meses desde aquele incidente. E ele bate na porta dela com capus no rosto, e com capa no corpo inteiro mais se encontra ensaguentado, pedindo ajudar.
- Vamos entre logo, o q aconteceu??
- Formos pegos numa armadilha e acabei sendo ferido, meus homens estao mortos.
- Enquanto aos rebeldes??
- Antes de todos morrem consiguimos impedi-los por hora.
- Deixe eu cuidar de vc, filho vai pra seu quarto e nao saia de la, vc me ouviu.
- Sim, mae.

O dia amanheceu e ele estava infachado no corpo inteiro, mal podia se levanta.


- Pelo jeito vc me salvo de novo, nao é??
- Hum, pelo jeito vc gosta de dar trabalho.
- Obrigado pela ajudar, mais agora creio que consigo andar ate o posto de comando.
- Vc nao esta em condições de caminhar, a conselho a passa mais uns dias aqui.
- Mas se eu nao for vao pensa que eu morri.
- Isso é de menos, pq se vc for do jeito que esta acabara morrendo no meio do caminho mesmo.
- Irei acerta hospitalidade ate esta firme de novo, depois partirei.

3 dias se passaram ele meio curado partiu para o posto de comando. A pergunta que se passa na cabeça do garoto quem é ele, pq ele bateu na nossa porta?? Esse misterio ta longe de ser descoberto pelo garoto ou estara muito proximo.

..... CONTINUA .....
By Adonis

Meu doce lar

Ao abri meus olhos pela primeira vez enxergo, um lindo lago. Seu tamanho alem do que posso ver, entro nele para saborear o toque da agua sobre meu corpo fragil e quente. Sinto água gelada passa pelo meu corpo enquanto mergulho para debaixo da superficie do lago, o toque me faz arrepiar. Mas com tempo acabo crescendo e enxergando que o lago não é infinito, que ele chega ao fim no outro extremo na faixa de terra fresca e molhada por ele. E percebo que ele é pequeno demais para mim, e quero algo maior para nadar, preciso deixar primeira coisa que vi quando abri meus olhos lago da onde nasci. Posso viajar pelos horizontes e pelos lagos do mundo, mais nunca seram iguais ao quer vi quando abri meus olhos. Um lago perfeito e cheio de harmonia, que esta sendo esquecido por todos, menos por mim por que carregarei por toda a minha aquela bela imagem. Um quadro perfeito que poderia ter sido pintado pelos maiores pintores. E mesmo assim nao passaria de uma paisagem como outro qualquer para os outros, mais para mim seria a minha paisagem perfeita, por ser minha terra natal, aonde jamais deixarei de voltar, concerteza quando retorna jamais partirei novamente. Por que o lago é perfeito, como tudo que esta redor dele, agrandeça nao traz paz só traz preocupação. Prefiro viver no pequeno, do que viver no grande jamais ter paz.
Meu lago, meu lar e minha vida jamais deveria ter partido, mas nao se tivesse feito jamais descobriria o quanto vc é importante para mim.
Minha primeira impressão é a primeira que vi do meu lar e da minha vida, uma calma eterna no lago que nasci.
Pertenço a ele e ele pertecem a mim, dentro do meu coração jamais parti da minha cidade natal, do meu lago que foi e sempre sera minha vida toda.
Meu lago é meu lar, meu lar é o lago aonde nasci, e onde morrerei.
Nasci e vivi, morri e renasci no meu lago. Jamais deixarei vc novamente.
By Adonis